sábado, 15 de dezembro de 2012

Filha vê a mãe trepando e dá para o padrasto

Minha esposa e filha de Italianos, estamos juntos desde 1974, ela branca e tem um par de bundas e coxas grossas, marca de biquíni muito sensual muito gostosa com seios médios firmes, bunda deliciosa durinha, os lábios são pura sedução e um olhar...Ah! o olhar mais safado que já vi, estávamos passando alguns dias na cidade onde nasceu onde tem um apartamento da família, tínhamos muitas coisas para resolver por lá onde íamos demorar uns 15 dias não mais que isso, ficamos assim no apartamento pois tínhamos muitas coisas a se tratar por lá, Também é onde mora a filha de minha mulher, que vou chamá-la aqui de Ternura ela tem sua casa tem sua independência total tem seu no-marido como nos também, sendo proprietaria de um pequeno comercio bem no centro, Ternura é muito apegada à mãe com a mesma é também apaixonada pela filha, essa menina tem 25 anos de idade, branquinha como a mãe, uma beleza estonteante dona de um corpo fantástico alta, tem cabelos meio alourado pele sedoso delicada anda só de salto alto com suas roupas sempre combinando com o corpo escultural, com ma bunda linda marcada pela tanguinha, seios grandes, cinturinha de pilão, com uma vulva enorme que quando usa short de malha, não dá para não tirar os olhos, por várias vezes comi sua mãe, pensando nela.
Quando estavam as duas juntas, percebia que as conversas delas, sempre descambava para o lado do relacionamento sexual, ela falava do marido que vivia ou melhor vive- bebendo, chega tarde em casa, passa mais tempo fora do que em casa ou no trabalho, coisas assim, este foi o principal motivo que a levou a ter um amante, mais velho que ela mas, que com ele tem suas carências preenchidas, sempre contava tudo para a mãe muitas coisas ela falava comigo pois tinha em mim um amigão como de fato sempre fui, com isto também sua mãe falava sempre de detalhes de nossas relações para ela que dava para notar, ela sempre ficava inquieta quando a mãe dizia certos detalhes, como quando me dava a bunda e o estrago que fazia com como meu pau pois demorava para entrar por causa do tamanho da cabeça dele, que se dependesse de mim ficava a noite toda chupando a mesma essas coisas boa, notei que a menina estava super carente, doida pará dar uma trepada para tirar a xoxota do atraso se realizar como mulher.
Ao chega a noite, estávamos no nosso quarto, Ternura dormia no outro quarto pois o "marido", havia ido para a casa da mãe onde dormiria por lá, ela para curtir sua mãe todo o tempo possível ficou connosco por 8 dias com a gente como estava um calor sufocante, o que para ficar mais fresco deixamos o ventilador da sala funcionando para refrescar, Ternura seu quarto dormia com a porta aberta e com o ventilador de tecto ligado estava usando apenas um shortinho curtinho e largo, deixando-a bem a vontade com um top para cobrir os seios que visão maravilhosa,eu e sua mãe ficamos no quarto de casal também ficamos com a porta aberta mas com um detalhe, nos só dormimos sem roupa{ Peladinhas da Silva} era uma forma de sempre estarmos a vontade o que gostamos disso, depois que a filha (aparentemente) pegou no sono, comecei a brincar com o grelo de minha mulher para dar-lhe uma excitada, onde ela despertou gostoso aceitou o convite, onde foi logo pegando meu pau mamando gostoso, colocou sua boceta na minha cara fazendo com que além da visão privilegiada com isto chupando como louco, para não chamar atenção da sua filha não gemíamos alto tudo feito com cuidado mas sempre escapa um ou outro descontrolado som (Quem trepa sabe!).
Deitei-a de bruços metia na bunda dela com vontade (minha mulher dava a bunda com tanta vontade que as vezes assustava}, se tivesse cinco ou mais nos momentos de tesão ela fazia todo, que ela mexia a bunda para cima dando-me golpes contra o saco onde coloquei de quatro para terminarmos metia na sua boceta, ela deita os peitos sobre a cama fazendo o rabo ficar mais empinado mais aberto, suas pernas abertas deixa a boceta mais larga, com isto estava fazendo tudo o que me vinha na cabeça, onde fiquei em pé na cama metia-lhe a vara sem piedade, estocando-a cada vez mais forte mais violento porque estava pronto para esporar juntos terminamos no momento em que em dava aquelas roçadas profundas para acariciar a xoxota antes de tirar a pica, ficamos de bruços.
Nossa cama ficava quase centrada com os pés voltados para a porta do lado esquerdo da cama havia um espelho grande, que dava plena visão para nossa sala, neste momento pude perceber que Ternura estava atrás da coluna da porta olhando sua mãe sendo enrabada comprovando com seus olhos, como a fodia gostoso, Ternura estava ali se masturbando vendo sua mãe levar uma rola deliciosa entrando saindo da bunda da boceta de sua mãe, imagino que vontade de estar junto com a mãe ou no lugar da mãe.
Dois dias se passaram, minha Branca (era como eu chamava minha mulher), estava no centro da cidade acertando a papelada do cartório onde estava no apartamento só, onde havia lavado umas peças de roupas para lavar ao mesmo tempo fazia o almoço, isto Ternura chega para almoçar como faltava pouco resolveu me ajudar fazendo a salada, a nossa cozinha é de apartamento conjugado do tipo corredor, com um vão livre, Ternura retornou de roupa trocada onde usava uma saia comportada com uma camiseta sua mãe, na movimentação não tinha como deixar de nos tocar a todo momento onde ficava olhando para ela imaginando a cena dela se masturbando ali, foi ai que notei que estava a todo tempo se insinuando mas confesso que fiquei com receio de dar entrada dar tudo errado, estava pegando uma panela na parte de baixo do armario, quando Ternura foi até a geladeira pegar tomates na gaveta onde deu uma inclinada safada para mostrar mesmo onde fiz qestão de olhar sua tanguinha estava toda enfiada no rego da bunda onde os lábio da boceta estavam para fora, ela retorna para o gabinete onde me levantei de frente para ela onde não tinha como não olhar, foi a gota d'água que faltava. Quando Ternura me viu de pau duro só me olhava nos olhos e somente com os olhos, desviava-os para a direção de minha vara dura, não consegui segurar sem dizer nada tirei meu cacete pará fora do moleton onde passei a alisa-lo olhando para ela, por sua vez ela larga tudo no balcão do gabinete se encosta em meu corpo toda suave é carente, me abraçando com o rosto em meu pescoço me diz calma e serena: "Faz amor gostoso em mim, estou louca pará te sentir como minha mãe te sente!" - Disse para que ela ficasse a vontade logo sempre sem pressa, parecia uma cobra se movimentando, foi abaixando-se e abocanhou meu pau,que sensação gostosa onde estava em casa com minha enteada minha filha onde ela chupava meu pau, imaginava agora a mãe dela assistindo fodendo sua filha ou seja, minha esposa vendo foder nossa filha, seria uma orgia fantástica virei essa menina de costa para mim me ajoelhei por detrás onde ergui sua saia comecei a cheirar sua boceta seu cuzinho, o que exalava um odor de cio puro, um cheiro de boceta molhada que queria pica tirei sua tanguinha bege abri suas pernas comecei a chupar sua boceta, lavando-a ao delírio limpando-a com minha língua quente o hálito de sexo, enfiava a língua ora na boceta ora no cúzinho onde Ternura gemia baixinho se agarrava no balcão, seu corpo tremia de tesão fazendo suas carnes fartas da bunda da xoxota tremerem de tesão. Lambuzei meu pau de saliva, me levantei ajeitei meu pau na porta do cu dessa minha princesa do sexo, onde se debruçou por sobre o balcão ficando a minha mercê, tipo dizendo faz o que quiser comigo, entendi o que seu corpo pedia aos poucos fui entrando dentro daquela maravilhosa bunda marcada por um minúsculo triângulo entre a cintura e o inicio do seu rego de perdição, entrei todo dentro de seu cuzinho dei tempo para que se acostumasse onde a mesma iniciou a movimentação onde terminei o trabalho, comi seu cu por quase meia hora onde ficou de quatro no chão, em pé com a perna erguida, em pé com as pernas abertas, debruçada sobre o balcão por fim, na sala debruçada sobre o braço do sofá, com a bunda toda aberta, seu cuzinho nunca mais será o mesmo, dei uma esporada tão profunda que neste momento, foi a única vez que ela disse alguma coisa: "Que gostoso Paizinho" era assim de paizinho que ela e sua mãe me chamavam, nos abraçamos num abraço fraternal mas com gosto de amantes, nos beijamos na boca , ela me deu ainda um carinho na cacete e beijou-o, me disse que nunca havia trepado tão gostoso na sua vida. "Agora sei porque minha mãe é louca por você porque ela nunca vai te deixar, você sabe meter Painho!" depois do jantar, as duas ficaram assistindo novelas comigo deitado no outro sofá, não ouvia o que as duas falavam mas, a todo tempo elas me olhavam davam risadas entre si, fui me deitar logo pela manhã quando fazia o café, minha filha (sempre nos tratamos como pai e filha) entra na cozinha me fala que vai querer mais de noite me beijou saiu foi a que caiu a ficha" como se de noite a mãe dela não está em casa meu Deus, fiquei maluco, na mesa tomando café, minha mulher me olha e diz: "Papai", a minha bebê adorou ter dado pará você, a noite ela vai querer mais, quero ver vocês trepando se der vontade participo tá, só não machuca muito ela pois não tá acostumada como a mãe já está, dito isso me deu um abraço por traz de mim me deu um beijo declarou"Eu te amo amor, você é um homem maravilhoso sabia",fiquei pasmo, mas a vida continua.

Um comentário:

  1. >>> fudedor.de.esposas.df@hotmail.com
    >>> (61) 8456-6055 Operadora OI.
    >>> (61) 9285-0356 Operadora CLARO.
    >>> Brasília-DF (Ceilândia)

    >>> Olá sou Ricardo sou de Brasília-DF e adoro meter em mulher de corno.

    >> A melhor posição que curto comer mulher de CORNO é a seguinte:

    O corno por baixo da sua mulher num 69, o CORNO chupando a bucetinha dela e eu metendo a pica pra dentro da bucetinha dela.

    >>> Sou comedor de esposinhas, procuro casais liberais, casadas, noivas,namoradas e solteiras. Adoro comer as esposinhas dos meus amigos na frente deles. Adoro gozar dentro da boca das casadas e mandar o CORNO limpar tudinho.

    >>> Favor não fiquem mandando mensagens, pois não as respondo, se algum corno queira me ver fudendo a sua esposa então o mesmo tem a obrigação de me ligar para marcarmos algo real e não fantasioso. Só me liguem os que querem ser cornos de verdade e não os que querem só conversar papo furado.

    >>> Casais que procuram homem (macho) para sua mulher (esposinha) que sejam daqui do Distrito Federal ou que possam vir prá cá.

    >>> Todo corno merece eu como amigo.

    ResponderExcluir